Roque Santeiro: O Clássico

Roque Santeiro: O Clássico

Relembre Roque Santeiro, clássico da teledramaturgia nacional nas palavras do Cobra Arcanjo, nosso especialista em TV

Por Cobra Arcanjo | Em 01.04.08 | Categoria: Colunas Semanais

Este artigo foi uma brincadeira de Primeiro de Abril. Para entender a história, leia meu post explicativo.

Ah… os anos 80. Eu me orgulho de ter vivido nos anos 80 e poder, no futuro contar isso para meus netos. Nos anos 80, tivemos o melhor momento da tele dramaturgia brasileira no que tange novelas.

Resolvi estrear a coluna falando sobre Roque Santeiro. Eu tinha 9 anos e não perdia um só capítulo da novela sobre o filho do Beato Salú.

A trama se passava em Asa Branca e contava a história de “Roque Santeiro, um homem debaixo de um santo…ficou defendendo seu canto e morreu” (Sá e Guarabira – Roque Santeiro)

Ele havia se “casado” com Porcina e após ser santificado, vira o santo padroeiro da cidade.

Acontece que nosso herói não morreu, havia fugido dos bandidos e volta após 17 anos (se não me engano) para retomar seu passado.

Sinhozinho Malta (o coronel), Florindo Abelha (o prefeito), Zé das Medalhas e o PAdre Hipólito, aos poucos vão descobrindo o retorno do filho não tão pródigo e a trama se desenvolveu em paralelo à filmagem de um filme sobre a “Saga de Roque Santeiro”.

Algo que influenciou o sucesso dessa trama, foi o elenco. José Wilker, Lima Duarte, os saudosos Armando Bogus (inesquecível no papel do comerciante Zé das Medalhas) e alguns “novatos” como Fábio Junior, Patrícia Pilar, Lídia Brondi, Maurício Mattar (irmão de Roque) e Cláudia Raia no papel da dançarina Ninon…

Em matéria de ibope, a novela foi a primeira a atingir picos de 100% de audiência no capítulo final.

Roque Santeiro, é a primeira lembrança que eu tenho dos bordões em novelas, afinal você acha que “eu to certo, ou tô errado???”.

Mate um pouco da saudade de Roque Santeiro (ou conheça um pouco da novela se você for mais novo) nesse vídeo do Youtube.

view video[bb]

Próxima semana – Que rei sou eu!

Cobra Arcanjo é gerente comercial, blogueiro, mestre cuca e pai. Vai escrever sobre televisão com foco em Novelas, e uma pitadinha de anos 80. Você pode conhecer mais dos textos deste arcanjo no www.ricardocobra.com.br ou então conhecer suas receitas e dicas gastronômicas em www.homemnacozinha.com.

Tags: , , , ,


« »

1 Comentário

  1. Jean

    Pra mim as melhores novelas até hoje foram Roque Santeiro(dec. de 80) e Tieta do Agreste(dec. de 90), escrita por Jorge Amado em 1977. Essas irão ficar na memoria de muitos por muito tempo.

Deixe uma resposta

Utilize o formulário abaixo para deixar uma resposta no Arcanjo.org. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios.

Você deve estar logado para postar um comentário.